A história da Igreja Bola de Neve começou em dezembro de 1993, na cidade de São Paulo. No início era apenas uma reunião de oração e com o passar do tempo, sentiram a necessidade de dar um nome. O nome destes encontros surgiu por meio de um sonho que Deus deu a Rinaldo Seixas (Rina), fundador da Igreja e apostolo. No sonho uma bola de neve que começando pequenininha, virava uma avalanche.

A Igreja Evangélica Bola de Neve, atualmente conhecida como Bola de Neve Church foi fundada em 1999, pelo Ap. Rina debaixo da benção espiritual e envio de seu líder, na época. Para os primeiros cultos não havia um lugar apropriado, então um empresário do mercado de surfwear abriu o espaço no auditório de sua empresa para realização dos cultos. Quando começou o primeiro culto, surge um problema. Aonde apoiar a bíblia?

Como a reunião era em um auditório de uma loja de surf, surgiu se a ideia de pegar uma prancha, e foi assim que a prancha virou o púlpito da Igreja, o que ajudou a compor a sua identidade. Os cultos estavam sempre lotados e houve à necessidade de uma mudança para um lugar maior. Em janeiro de 2000, é realizado o primeiro culto na sede da Lapa. Mas a igreja não parou por aí e em abril de 2010 faz seu primeiro culto na casa nova, o antigo Olympia, que agora passa a ser a nova sede da Igreja.

Em Curitiba

Em Curitiba a Igreja Bola de Neve surge em 2004, com uma reunião com aproximadamente 15 pessoas, que era realizada em uma sala de apartamento. Com o passar do tempo, o lugar começou a ficar pequeno, com isso houve uma mudança para um auditório de uma livraria cristã de Curitiba.

“No começo foi um pouco complicado, pois a igreja estava crescendo e não tínhamos pessoas para entrar nos ministérios e com isso eu era o atalaia, o boas-vindas, a zeladoria, o diácono, o porteiro. Realmente os começos não são fáceis, mas Deus honra até o fim”, comenta o pastor, André Marques, conhecido como Sal.

Não demorou muito e a igreja teve que alugar seu primeiro galpão, localizado na Avenida Silva Jardim. Não demorou esse galpão foi ampliado, para melhorar a infraestrutura dos banheiros, salas do ministério infantil e administrativo. Nestes seis anos, foram realizados cultos, festas, shows evangelísticos e vidas foram transformadas.

Após receber algumas profecias que a igreja aumentaria o tamanho, o pastor Marcelo Bigardi começou a procurar um novo local para o templo. Em outubro de 2010, a igreja se mudou para um novo local, quatro vezes maior do que a sede anterior, agora localizada na Avenida Marechal Floriano Peixoto, 9853 – Boqueirão. Com aproximadamente 3 mil cadeiras, desde a mudança, o Senhor tem cumprido as profecias que multiplicaríamos de novos membros, novas vidas que tem sido transformadas por Jesus.

Em Colombo

Debaixo desta mesma unção, surgiu a igreja Bola de Neve Colombo, quando em 2011 o pastor Filipe Rolim juntamente com a pastora Ana Paula Rolim foram enviados para esta Cidade. Neste ano , dentro de uma garagem onde caberia apenas 1 carro, cerca de 15 pessoas se reuniam dando início ao primeiro culto da igreja de Colombo.

Logo o espaço ficou pequeno, com a disposição dos irmãos a parede da garagem foi quebrada e o novo espaço passou a ser uma garagem onde caberiam 2 carros. Após um curto período não foi mais possível continuar com as reuniões na garagem, então começou um tempo que não será esquecido pelas vidas que o presenciaram. Nesse tempo os cultos passaram a ser realizados em uma praça, cujo nome era profético “Praça da Bíblia”. Nesta praça a igreja permaneceu durante 2 meses, com chuva ou não, as reuniões eram realizadas, há quem lembre disso.

“Eu lembro da praça toda vez que olho as páginas enrugadas e grudadas da minha bíblia”, conta o pastor Lipe, ao lembrar das vezes em as reuniões ocorriam debaixo de chuva.

Com fé dos irmãos que não se renderam à situação foi com grande alegria que, em dezembro de 2011 a Igreja Bola de Neve Colombo alugou seu primeiro templo, depois de muita luta a igreja esta em seu segundo templo, com mais do dobro da capacidade do primeiro, localizado na Rua Pasteur, 655.

Horários de cultos:

Quinta-feira às 20h

Domingo às 19h